Bem-vindo 2013

Feliz 2013

Antes de mais, espero que tenham tido uma óptima entrada em 2013.

Tal como tem acontecido com os últimos anos, parece que 2012 passou bastante depressa. Ainda parece que foi ontem, que celebrávamos a entrada em 2012, um ano para o qual nos tinhamos andado a mentalizar que seria bastante difícil.

Passados os 12 meses de 2012, o balanço até é bastante positivo, tanto a nível pessoal, como profissional. Honestamente, se conseguir que 2013 seja igual a 2012 já será bem bom.

Consolidar

Ao nível pessoal, diria que este ano foi sobretudo um ano de consolidação. Sendo uma família de 5, as despesas parece que nunca acabam, mas com alguma racionalização conseguimos levar o barco a bom porto.

Os nossos pequenos continuam a crescer a uma velocidade impressionante. A Leonor, a nossa chinoca, já fez 2 anos, o Eduardo, 3 e a Luisa, que está uma autêntica crescida, já fez 5 em Dezembro. Em princípio, se tudo correr bem, este ano já irá entrar para o 1.º ciclo.

Usabilidade e Front-End

Na verdade, também poderia descrever o meu ano de 2012, ao nível profissional, como um ano de consolidação. Trabalho não me tem faltado na ZON, desde diversos projectos de usabilidade web (entrevistas com utilizadores, card-sortings, arquiteturas de informação, wireframes, criação de protótipos, testes de usabilidade, etc.), até ao desenvolvimento de front-ends, utilizando HTML5 / CSS3 / JQuery, seguindo a abordagem “Responsive Web Design“. Foi um ano bastante positivo. Felizmente, quando me levanto de manhã, sinto-me bastante motivado para ir trabalhar, porque tenho a sorte de gostar muito do que estou a fazer na ZON.

Ao mesmo tempo, graças ao convite da @VirginiaCP, comecei a dar formação na Flag sobre noções básicas de usabilidade, arquitetura de informação e web design, às Academias Flag de Marketing Digital, algo que me deu bastante gozo.

e para 2013?

Muito provavelmente 2013 será um ano mais difícil do que foi 2012. No entanto, há que ter esperança e dar o nosso melhor, todos os dias.

De resto, não há grandes planos, manter o mesmo percurso tanto a nível pessoal, como profissional, com um pequena alteração, tentar escrever com maior frequência neste espaço, do qual tenho muitas saudades.

Um Excelente 2013 para todos.

Imagem da autoria de Nukamari

Novo desafio: Zon Multimédia

Zon Multimédia

Após quase 2 excelentes anos na @Active_Media, iniciei hoje, dia 18 de Julho, um novo desafio profissional na Zon Multimédia, na qual irei trabalhar na usabilidade dos portais web externos e internos.

Obrigado por tudo, @Active_media.

Suporte via Twitter

ZON HD Fail

É cada vez mais comum, as pessoas utilizarem as redes sociais online, e sobretudo o Twitter, para se queixar de alguns serviços ou empresas, como por exemplo o seu banco, a sua seguradora, a sua operadora de telecomunicações, ou como no exemplo do Pedro Rebelo, a sua operadora de televisão.

Lá por fora, principalmente nos Estados Unidos, são cada vez mais as empresas que acompanham em tempo real estas redes sociais online, disponibilizando, sempre que se justifica ajuda ao utilizador. Basicamente, o Twitter e as outras redes sociais online passam a ser mais um canal, no qual estas empresas prestam suporte aos seus clientes.

Por cá, a maioria das empresas continua a ver as redes sociais online, como um local onde é necessário estar presente obrigatoriamente, mas, na maioria dos casos, sem objectivos claramente definidos, nem muito menos, um alinhamento com a sua estratégia de comunicação online (estratégia esta, muitas vezes inexistente).

É claro que criar uma página no Facebook ou uma conta no Twitter, para despejar o feed do site institucional ou fazer umas promoções ocasionais envolve muito menos recursos do que garantir um suporte via Twitter 24/7.

Mas se pensarmos que estas grandes empresas, como a ZON ou a MEO têm equipas gigantescas a assegurar um suporte 24/7, via telefone e email, não me parece que fosse assim tão difícil alocar algumas pessoas, uma pequena equipa, para dar suporte a este novo ‘canal’, onde cada vez estão mais pessoas presentes, todos os dias.

E se quisermos ir mais longe, o que estas empresas deveriam fazer era contratar online community managers, que zelassem pelas suas marcas online e potenciassem as suas comunidades online, ao invés de apostarem em tácticas menos claras.

Felizmente, algumas empresas portuguesas como a TMN já presta suporte através do Twitter. Mas, provavelmente teremos de aguardar pelas próximas versões das plataformas de CRM, da Siebel ou da SAP para que a esmagadora maioria das empresas possa dar este passo, tão simples, mas, ao mesmo tempo, tão difícil.

Zon vs Meo: a vossa opinião

Televisão

Há cerca de 2 meses, pedi a vossa colaboração para responderem a um pequeno questionário sobre os principais operadores de televisão em Portugal, tal como podem ler nestes 2 posts: Zon vs Meo e Zon vs Meo vs SmartTV.

Das pessoas que se mostraram inicialmente interessadas, apenas 10 responderam ao questionário, sendo que 5 são clientes Meo e os restantes clientes Zon. Destes últimos, 3 têm a Zon – PowerBox tradicional e 2 têm a Zon HD – PowerBox, ou seja, a box que tem disco, que dá para gravar programas, etc.

Como é óbvio perante o n.º de respostas obtidas é claro que não irei falar de percentagens, mas também não era esse o meu objecto inicial. Pelo contrário, para cada questão irei apresentar alguns excertos que considero mais significativo, ou referir o n.º absoluto de respostas positivas ou negativas.

1. Como caracterizas a facilidade de utilização da box do teu serviço de televisão?

Desde que mudaram o interface, passou a ser mais complicado de usar. As teclas deixaram de ter o mesmo comportamento e é mais difícl fazer zapping e de consultar a listagem de canais devido à lentidão causada pelos efeitos desnecessários.” – cliente Zon PowerBox

Ficou mais difícil de utilizar com a alteração de interface, alterando mesmo a metáfora de navegação pelos canais quando se utiliza a lista de canais.” – cliente Zon PowerBox

É um terror, até para alguém com experiência neste tipo de sistema,a interface é pouco intuitiva e inconsistente, a curva de aprendizagem é enorme, mesmo para utilizadores experientes.” – cliente Zon HD PowerBox

Muito fácil, bastante intuitiva, mesmo para as funcionalidades avançadas de gravação.” – cliente Meo

2.Como caracterizas a velocidade da box do teu serviço de televisão?

Em termos de descodificação da emissão digital, é rápida o suficiente. Não existe uma completa ausência de artefactos na imagem e “clicks” no som, mas tem vindo a tornar-se progressivamente mais raro até ao ponto de terem desaparecido quase totalmente. Em termos de velocidade da interface, é lentíssima. É como correr o Windows XP num 486.” – cliente Zon PowerBox

Lentissima desde o último update ao software da box.” – cliente Zon PowerBox

Muito lento, desde a transição de canais até à velocidade de deslocamento dos menus.” – cliente Zon HD PowerBox

Excelente. Mudanças de canal instantâneas e respostas a qualquer pedido (pausa, rec, menus, gravações, video-on-demand) em menos de 1 seg.” – cliente Meo

3. Como caracterizas o aspecto gráfico do interface da box do teu serviço de televisão?

Visualmente, o minimalismo da interface é agradável. No entanto, o facto de ser praticamente tudo cinzento cria problemas de usabilidade (é difícil distinguir os elementos activos dos elementos inactivos). As animações (slide-ins e slide-outs) são outro elemento problemático, para além de serem lentas e tornarem a utilização penosa, tornam a interface confusa (janelas que se abrem por cima de janelas que ainda estão a fechar).” – cliente Zon PowerBox

Muito antiquado e cansativo.” – cliente Zon HD PowerBox

Simples e intuitivo, no entanto lento.” – cliente Zon HD PowerBox

Bom. Há aspectos a melhorar (sinopses cortadas ou incompletas no menu inicial da informação [mas completas na pagina da sinopse]) mas penso ser, por larga margem a melhor interface do mercado.” – cliente Meo

4. Caso tenhas a powerbox normal da Zon Tv Cabo, como caracterizas a recente actualização do seu interface?

Péssima. Preferia voltar à versão anterior e passar a ter uma box que funcionava relativamente bem.” – cliente Zon PowerBox

É um autêntico caso de estudo sobre como não colocar um novo produto em produção… (…)” – cliente Zon PowerBox

Como referido anteriormente: lentissima, interface gráfico deplorável e com alteração de metáfora de utilização (para pior). (…)” – cliente Zon PowerBox

5. Recomendarias o teu serviço de televisão a um amigo?

Eis as respostas por tipo de cliente:

Clientes Zon PowerBox

Os 3 clientes da Zon com PowerBox não sabem se recomendariam o seu actual serviço de televisão a um amigo.

Clientes Zon HD PowerBox

Os 2 clientes da Zon com HD PowerBox dividem-se nas opiniões. Enquanto 1 afirma que recomendaria este serviço a um amigo, outro refere precisamente o contrário.

Clientes Meo

Dos 5 clientes Meo, 4 responderam que sim e apenas 1 não recomendaria o serviço Meo a um amigo.

6. Estás a pensar mudar de operador de televisão?

Eis as respostas por tipo de cliente:

Clientes Zon PowerBox

Dos 3 participantes neste questionário, clientes Zon com Powerbox, apenas 1 respondeu “Talvez, ainda não tenho a certeza“. Todos os outros responderam negativamente.

Clientes Zon HD PowerBox

Também nesta questão os 2 clientes da Zon com HD PowerBox dividem-se nas opiniões. Enquanto 1 afirma “Sim, no próximo ano“, o outro responde que não.

Clientes Meo

Todos os clientes Meo, responderam que não

Para finalizar…

e sem querer entrar em grandes análises às respostas dadas pelos participantes neste questionário, acho que é possível afirmar, que os clientes do Meo parecem mais satisfeitos com o seu serviço e por outro lado, que os clientes da Zon, independentemente da box que possuem se queixam da mesma, nomeadamente do seu interface. Neste aspecto, acho que se pode realçar o descontentamento do clientes  com a tradicional Zon Powerbox, após a actualização de Outubro, momento a partir do qual ficou mais lenta, com efeitos desnecessários e confusa.

Ao nível pessoal, tendo durante este período rescindido o meu contrato com a Zon, no qual tinha uma Zon Powerbox e passado a ser cliente Meo, e conhecendo também a box Zon HD Powerbox, que os meus sogros têm em sua casa, não tenho quaisquer problemas em afirmar que acho o interface da box do Meo muito mais simples, rápido e intuitivo que qualquer uma das boxes da Zon. De realçar que desde que rescindi o contrato com a Zon, não sei se entretanto houve alguma nova actualização nas Zon Powerbox que tivesse resolvido os problemas do interface e lentidão, que no final de Outubro ainda se mantinham.

E vocês, concordam com estas opiniões?

Zon vs Meo vs SmartTV

TV
O Mind Booster Noori comentou no meu último post “Zon vs Meo“, em que peço a vossa colaboração para a elaboração de um artigo comparativo sobre os interfaces das boxes da Zon e do Meo, que eu também deveria incluir nesta comparação a SmartTV. Apesar de ter ideia que a cota de mercado da SmartTV é residual (espero não estar errado, se estiver, por favor corrijam-me) acho que faz todo o sentido incluir neste exercício a SmartTV. Assim sendo, se existirem por aí leitores, assinantes da SmartTV, e quiserem dar a vossa opinião sobre o interface da mesma, acusem-se, através de um comentário neste post ou para o email hugo.silva@lisbonlab.com.

Entretanto, se tiverem boxes da Zon ou do Meo, podem igualmente continuar a manifestar a sua disponibilidade para responderem a algumas perguntas, da mesma forma.

Desde já, obrigado a todos os que já se disponibilizaram. Espero enviar-vos as perguntas, no máximo, até ao início da próxima semana.

Foto da autoria de YLE Uudet palvelut

Zon vs Meo

Televisão

Na sequência da recente actualização do interface das boxes tradicionais da Zon TV Cabo, estou a tentar escrever um artigo de comparação entre os interfaces das boxes da Zon TV Cabo e da box do Meo.

Para tal, gostaría de contar com a vossa colaboração, através da partilha da vossa opinião sobre o serviço que utilizem, no espaço de comentários deste post ou enviando-me um email para hugo.silva@lisbonlab.com, comunicando-me a vossa disponibilidade para responderem a 2 ou 3 perguntas sobre a vossa experiência.