CAPTCHA Type-In

Exemplo de um captchaRecentemente trabalhei num projecto, no qual por motivos de segurança, foi necessário introduzir um CAPTCHA.

Para quem não está a ver o que é um CAPTCHA, e de uma forma bastante resumida, um CAPTCHA (acrônimo da expressão “Completely Automated Public Turing test to tell Computers and Humans Apart”) é um teste cognitivo, que permite distinguir humanos de computadores, motivo pelo qual tem vindo a ser utilizado em sistemas, aplicações e websites como uma ferramenta anti-spam.

É bastante comum encontrar CAPTCHAs, pequenas imagens contendo letras ou números, ligeiramente distorcidos, em formulários de registo, comentários, como o apresentado na imagem anterior.

No entanto, a verdade é que do ponto de vista da experiência de utilização, um CAPTCHA é sempre algo bastante frustrante e incomodativo, sobretudo porque na maioria das vezes, é de difícil resolução. É bastante frequente as pessoas terem dificuldade em conseguir identificar corretamente as letras presentes no CAPTCHA.

Eu compreendo que em determinadas situações é inevitável a introdução de um mecanismo que evite que bots, criem spam ou acedam a determinada informação indevidamente, porém para assegurar uma melhor experiência aos utilizadores teremos obrigatoriamente de encontrar novas soluções, mais simples, intuitivas e usáveis.

A Solve Media tem uma solução alternativa bastante interessante, como podem ver no vídeo seguinte, à qual chamaram CAPTCHA Type-In. Em vez de apresentar ao utilizador uma imagem contendo letras ou números distorcidos, o CAPTCHA Type-In caracteriza-se por ser uma espécie de banner publicitário a um produto ou serviço, contendo um slogan, que tem de ser introduzido pelo utilizador. Segundo a Solve Media, um CAPTCHA normal leva aproximadamente 14 segundos a ser ultrapassado, enquanto para o CAPTCHA Type-In apenas são necessários 7.

Na página “Creative Gallery” da Solve Media é possível ver vários exemplos do CAPTCHA Type-In, como por exemplo este relativo a uma campanha do McDonalds.

mcdonalds_displayPondo de parte as questões da robustez e do nível de segurança desta solução, o CAPTCHA Type-In parece-me ser uma ideia bastante interessante e criativa, ao aliar algo tão frustrante como um CAPTCHA com a transmissão de uma mensagem publicitária, de simples percepção por todos, num resultado que me atreveria a afirmar ser benéfico para todas as partes.

O que vos parece esta ideia?

Como nota adicional, segundo esta discussão no StackOverflow, é possível arranjar quem efetue 500 testes em CAPTCHAs por apenas $12, o que diminui a utilidade do CAPCTHA como obstáculo para o uso abusivo de um determinado serviço.

Foto autoria de: jasonEscapist via Compfight cc

Facebook Places e Facebook credits

Facebook Places

A maioria do serviços online baseados na localização (lbs: location-based services), como o Foursquare ou o Gowalla, oferecem títulos ou emblemas, como recompensa por um conjunto de actividades, como criar um x número de spots ou ser o utilizador com mais check-ins num spot.

Entretanto algumas marcas, como por exemplo, a Starbucks (nos EUA) apercebendo-se das potencialidades destes serviços online, começaram a oferecer recompensas reais.

Com a entrada do Facebook nesta área, com o Facebook Places acho que muito provavelmente poderá surgir um novo tipo de recompensa, “dinheiro virtual“. Parece-me bastante plausível que o Facebook, em troca do cumprimento de determinados objectivos, possa dar como recompensa aos utilizadores do Places, créditos do Facebook, os quais podem ser utilizados em diversas aplicações do Facebook, como por exemplo o Farmville.

O que vos parece?  Preferem ser o mayor do vosso restaurante preferido ou ganhar x créditos do Facebook, que pudessem gastar em qualquer aplicação?

Abreu Viagens e novo ASX

Caros gestores da conta de Adwords da Abreu Viagens, gostaria de vos chamar a atenção para o anúncio incorrecto que está a aparecer no Google, na página de resultados para a pesquisa pelos termos “Abreu” e “Viagens”.

Anúncio Adwords - Abreu Viagens

Parece-me que o título está correcto, mas o texto, o url e o link do mesmo são relativos ao novo Mitsubishi ASX, o que não me parece que seja o objectivo da vossa campanha, promover o novo ASX.

Já agora, uma vez que não é consensual, qual a vossa opinião, devem as empresas usarem as suas marcas como keywords nas suas campanhas de adwords?

Calendário Campeonato do Mundo 2010

Calendário do Campeonato do Mundo 2010 da Marca

Seja ou não apreciador de futebol, se ainda não conhece, não pode deixar passar de ver e interagir com esta excelente infografia/animação do jornal espanhol Marca, que apresenta de uma forma muito inteligente o calendário do Campeonato do Mundo 2010, cruzando os 32 países presentes, os grupos, os estádios e as datas dos jogos. Acreditem, vale mesmo a pena dar uma vista de olhos…

Via @JorgeOliveira.

Ux Lx 2010

Screenshot do site da Ux-Lx

Começa amanhã, no Centro de Reuniões da FIL, a Ux-Lx, uma conferência dedicada à usabilidade e à importância crescente da experiência dos utilizadores, vulgarmente denominada por “user experience”, organizada pelo Bruno Figueiredo (@brunofigueiredo).

O programa é muito bom, mesmo, uma vez que iremos contar com a presença de alguns dos maiores especialistas nesta área, como o Jared Spool, a Donna Spencer, o Peter Merholz ou Steve Krug, autor do muito conhecido “Don’t make me think!”, entre muitos outros excelentes oradores. Honestamente, acho que melhor conjunto de oradores que este era muito complicado.

Felizmente irei estar por lá nos 3 dias, onde irei assistir a 2 workshops, às open sessions e, por último, à conferência propriamente dita, na 6.ª feira. Em relação aos workshops, entre muitas hesitações acabei por me inscrever no da Donna Spencer –  Information Architecture: Just the Essentials e no Product Strategy and Planning Tools do Peter Merholz, sobre o qual tenho bastante curiosidade.

Se alguém estiver pela Ux-Lx e quiser tomar um cafézinho ou, dar 2 dedos de conversa, twittem, digam qualquer coisa, que eu e o resto do pessoal da Active Media (@active_media) estamos sempre disponíveis para conhecer novas pessoas e trocarmos ideias.

Social CRM: As novas regras de gestão de relacionamento com clientes

Ainda a propósito do meu último post “Suporte via Twitter” vale a pena ler o relatório da Altimeter, da autoria de R “Ray” Wang e Jeremiah Owyang, intitulado “Social CRM: The new rules of Relationship Management“.