ErgoUX 2015

ergoUX_hugons

Ontem e hoje (6 e 7 de Março de 2015) está a realizar-se na Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa, a 3.ª edição do ErgoUX.

Depois de no ano passado ter recusado o convite por falta de disponibilidade, este ano tive o prazer de ser um dos oradores, no painel “A Usabilidade nas Empresas, Problemas e Desafios” ao lado João RibeiroNokia, da Sílvia SequeiraSapo, da Susana SalgadoLog e do João MiraThales Portugal.

Perante uma audiência de cerca de 100 pessoas tive a oportunidade de apresentar de uma forma sintética a equipa de usabilidade do IT da NOS, desde a sua génese às pessoas que a constituem, passando pelas suas competências: ideation, usability, design e front-end.

Por fim, a manhã terminou numa “mesa redonda” onde respondemos a algumas perguntas dos presentes.

Em resumo, foi uma manhã muito bem passada, em excelente companhia, na qual pudemos partilhar as nossas experiências,  nomeadamente as difilcudades que sentimos no nosso dia-a-dia e os desafios que temos por diante.

Obrigado aos Professores Francisco Rebelo e Paulo Noriega pelo convite. Espero que a  ErgoUX se repita por muitos e bons anos.

Alguém esteve por lá? Qual a vossa perceção do evento?

 

UX Lx 2011

Começa amanhã, na Centro de Reuniões da FIL, no Parque das Nações a edição deste ano da UX-Lx. Amanhã e 5.ª feira os dias estão reservados para os workshops e algumas talks mais ligeiras, existindo diversas sessões paralelas. Na 6.ª feira teremos a conferência final, no Auditorium 1, na qual podermos contar com grandes nomes na área da usabilidade como Louis Rosenfeld ou Don Norman.

Felizmente a Active Media (@active_media) é um dos Golden Partners, pelo que pode terei o privilégio poder estar presente nos 3 dias.

Amanhã irei participar nos workshops “Building a Practice as a UX Team of One” por Leah Buley e “Designing by Doing:Bringing Agile Thinkingto UX Practice” por Anders Ramsay. Na 5.ª feira irei estar presente nos workshops “Strategic User Experience:Beyond the Interface” por Leisa Reichelt e ainda, para consolidar alguns conhecimentos, “Usability Testing Boot Camp:How to Plan and Moderate a Usability Test” por David Travis.

Para além de mim, a Active Media (@active_media) será ainda representada pelo Jorge Oliveira (@jorgeoliveira) e pelo Hugo Fernandes (@imhugo), pelo que se quiserem dar 2 dedos de conversa, venham ter connosco.

O apogeu das conferências em Portugal

E se organizássemos uma conferência destas em Portugal?“, perguntei eu ao André Ribeirinho (@andrerib) e ao Pedro Custódio (@pedrocustodio) antes de mais uma sessão da LiFT06.

Passado pouco mais de 6 meses, o Pedro Custódio (@pedrocustodio), eu e o Bruno Figueiredo (@brunofigueiredo), com a ajuda de uma série de amigos organizámos a 1.ª edição da SHiFT no edifício da Reitoria da Universidade Nova de Lisboa, em Campolide, Lisboa.

Passados 2 anos, já sem a minha colaboração, devido à minha falta de tempo, uma vez que tinha acabado de ser pai recentemente, o Pedro Custódio (@pedrocustodio), com o Bruno Figueiredo (@brunofigueiredo), o André Ribeirinho (@andrerib), o Daniel Barradas (@dbarradas) e uma série de outras pessoas colocaram de pé a SHiFT08. Nesta altura já começavam a existir outras conferências de interesse, como o Take Off, ou mesmo os Barcamps.

Há poucas semanas, realizou-se a SHiFT2010, da qual não fiz parte da organização, uma vez mais, por falta de tempo. Esta semana teve lugar a 1.ª edição da Ux-Lx, da responsabilidade do Bruno Figueiredo, ontem realizou-se mais um edição da Tedx Lisboa. Ainda neste fim-de-semana, aconteceu a 1.ª edição da SWITCH, em Coimbra, organizada pelo Ricardo Sousa (@ricardojrsousa)e não só.

Ou seja, passado menos de 5 anos desde a conversa inicial sobre a SHiFT, o que já não falta em Portugal são conferências sem cariz comercial, com excelentes oradores, umas com mais qualidade que outras, mas que permitem quebrar a rotina, questionar o status quo instalado e partilhar ideias e experiências.

A quantidade não significa, obrigatoriamente qualidade, mas acho que é óptimo para o nosso país que existam cada vez mais conferências, nas quais possamos aprender com as experiências dos outros, ou simplesmente, confirmar que estamos no caminho certo. Isto não invalida, que existindo possibilidade se possa ir lá fora, espairecer a cabeça, numa das muitas excelentes conferências que se realizam por essa Europa fora, como a Reboot (que espero regresse em 2011), a LiFT ou a DLD entre muitas outras.

UX London

UX London

Nos dias 15 a 17 de Junho, irá realizar-se em Londres o UX London, um evento de 3 dias, organizado pela Clearleft (do Andy Budd e cia) sobre “User Experience“.

De acordo com o texto de apresentação do evento, o UX London é dedicado a todas as pessoas que trabalham directa ou indirectamente em projectos de “User Experience“, como designers, arquitectos de informação ou gestores de projecto.

Do ponto de vista formal, o evento está divido numa conferência que ocupa o 1.º dia, seguida de 4 meios dias dedicados a workshops sobre “User Experience“, como por exemplo “Information Architecture: Just the Essentials” ou “Designing for Content-Rich Sites” que será ministrado pelo Jared Spool, entre muitos outros. Neste momento, de acordo com o programa provisório existem 12 workshops disponíveis, distribuídos pelos 2 dias.

Pessoalmente, agora que já é conhecido o programa provisório, parece-me um excelente evento, que seguramente irá reforçar os conhecimentos de quem trabalha nesta área. Se estiverem a pensar em ir, aproveitem o preço “Earl Bird” e inscrevam-se o quanto antes, para pouparem 300£. E é mesmo melhor aproveitarem o desconto, porque o preço mesmo em “Earl Bird” não sendo caro, não é para todas as bolsas. Nesta fase a inscrição custa 895£, que em euros, à data de hoje, são 983€.

Resumo da SHiFT

SHiFT08 closing session

De uma forma muito directa e resumida, diria que foram 3 dias excelentes, com mais de 10 workshops, 50 sessões e cerca de 250 participantes, provenientes de 12 países. Um enorme sucesso.

Os meus parabéns a toda a organização, comandada pelo Pedro Custódio. Na minha opinião fizeram um trabalho brutal, que merece ser reconhecido e elogiado. Venha a SHiFT09.

Quem não teve hipótese de estar presente na SHiFT08, pode ver as inúmeras fotos existentes no Flickr com a tag SHiFT08, ou consultar as apresentações de algumas sessões, que começar a estarem disponíveis no SlideShare.

Por último, deixo-vos o vídeo final da SHiFT.

SHiFT 2008

SHiFT - Social and Human Ideas For Technology

Na próxima semana, nos próximos dias 15, 16 e 17, vai-se realizar no Centro de Reuniões da FIL, no Parque das Nações, a segunda edição da SHiFT – Social and Human Ideas For Tecnology

Infelizmente, por diversos motivos, principalmente a falta de disponibilidade temporal para participar na organização de algo desta complexidade e magnitude (quem tiver filhos compreende bem esta minha situação), este ano não sou um dos principais organizadores, porém na próxima semana lá estarei para ajudar naquilo que for necessário e sobretudo poder assistir a algumas das sessões de grande interesse que se irão realizar.

Este ano, é possível contar com excelentes oradores como o Andy Budd, o Joshua Kaufman, o Stowe Boyd ou a Tara Hunt (que já entrevistei anteriormente numa das BloggerViews), entre muitos outros.

Se ainda não te inscreveste, podes usar o código lisbonlabd68e0ecd, para teres 20% de desconto.

Se já te inscreveste e queres trocar comigo algumas ideias, deixa um comentário neste post, ou envia-me uma mensagem no Twitter, o meu user é HugoNS.

Actualizado às 14:57m de 09.10.2008: Se mesmo com o código de desconto, ainda for muito dinheiro para ti, podes sempre tentar ganhar o bilhete que o pessoal da 7syntax está oferecer. Para isso, tal como o Vitor Domingos explica no seu último post, basta enviarem um email para hello at handivi.com e explicarem porque merecem ser a pessoa escolhida para os acompanhar à SHiFT. Não percam tempo, corram para as vossos serviços de email e tentem ganhar este bilhete totalmente grátis.

Sapo Unplugged 08 – Aveiro

SAPO Unplugged08 - Seminário de Usabilidade

No âmbito do SAPO Labs, realizou-se ontem, na Universidade de Aveiro, um seminário de usabilidade com a presença de vários oradores, com principal destaque para Henning Fisher, consultor da Adaptive Path.

Depois de ter perdido o último seminário de usabilidade, que se realizou em 25 de Março, no auditório da Microsoft, no Oeiras Park, a presença de um orador internacional, consultor de uma das empresas referência em usabilidade foi motivo mais do que suficiente para justificar uma ida à Aveiro.

Antes do resumo do dia, uma nota de agradecimento para o pessoal do SAPO pela boleia no autocarro que os levou.

Laboratório do SAPO

Uma vez que chegámos à Universidade de Aveiro antes do almoço, ainda tivemos oportunidade de conhecer o laboratório do SAPO.

Não tinha qualquer expectativa sobre a mais recente iniciativa do SAPO, mas pelo que vi, parece ser algo que poderá vir a dar frutos no futuro, caso seja devidamente acompanhada.

Henning Fisher – Adaptive Path

Ao contrário do que esperava, o Henning Fisher nao apresentou uma apresentação especifica sobre usabilidade, mas a apresentação “Stop Designing Produts (and start designing experiences)” (podem fazer donwload da apresentação tipo do link http://www.adaptivepath.com/blog/wp-content/uploads/2006/09/stop_designing_products.pdf . Se não estou errado, julgo que foi a mesma apresentação (ou pelo menos muito parecida) com a que o Peter Merholz deu na SHiFT 2006, que na altura não consegui assistir.

Para mim foi uma apresentação muito interessante, com uma mensagem central muito vincada, Mais importante do que criar produtos, o importante é criar boas experiências, que cativem os utilizadores.

A hora das Universidades

A seguir ao Henning foi a vez de Oscar Mealha e Florin Zamfir, da Universidade de Aveiro apresentarem “Information Vizualization for Web Log based Management System”, que como o próprio nome deixa perceber consistiu na apresentação de uma aplicação de visualização do modo de utilização de um website. De estranhar a introdução, demasiado académica para este género de evento, em que por vezes parecia que o orador e a plateia não falavam a mesma língua.

Antes do Coffee-Break foi ainda possível assistir a Pedro Branco falar-nos do programa “Olha pra mim” que consiste em analisar as expressões faciais dos utilizadores de um website.

Ivo Gomes – Prototipagem em papel

A segunda parte da conferencia comecou da melhor forma, com uma excelente apresentacao do Ivo Gomes sobre “Prototipagem em papel“.

Basicamente o Ivo apresentou uma série de informacao sobre esta metodologia, incluindo as vantagens e desvantagens deste tipo de prototipagem face a protótipos de alta fidelidade. Ao invés de descrever aqui a sua apresentação, poderão fazer download da mesma, na página http://www.ivogomes.com/apresentacoes/.

Bruno Figueredo – Estudo de Usabilidade da Homepage do SAPO

Seguiu-se Bruno Figueredo, consultor de Usabilidade e Presidente da Associação Portuguesa de Profissionais de Usabilidade, que apresentou um resumo do estudo de usabilidade da homepage do SAPO. Este estudo foi realizado entre 2006 e 2007, ao longo de quase 1 ano, tendo resultado na nova homepage lançada em Abril ou Maio de 2007.

Pedro Custódio – A usabilidade no Sapo

Por último, mas não menos interessante, tivemos a apresentação do Pedro Custódio que nos falou da importância da usabilidade no processo de desenvolvimento. De acordo com os slides apresentados pelo Pedro parece que o SAPO está desenvolver uma série de esforços de forma a que a usabilidade seja uma prioridade, em todos os projectos, desde o seu início.

A avaliar por situações anteriores, julgo que o Pedro irá disponibilizar, em breve, esta apresentação no seu blog.

Em síntese acho que foi um evento interessante, no qual pude aprender algumas coisas, e sobretudo confirmar que o trabalho que tenho desenvolvido nos últimos tempos está de acordo com o que é praticado noutras empresas. Fico à espera do próximo evento no âmbito dos SAPO Labs.