BlogReporters

Num desafio inovador em Portugal, “BlogReporters” pretende ser um blog no qual qualquer licenciado em comunicação social, jornalismo ou jornalista desempregado à procura de emprego poderá publicar gratuitamente as suas notícias, reportagens, entrevistas ou fotografias. Um espaço no qual estes indivíduos possam demonstrar a sua qualidade e valor, que poderá ser reconhecido por um editor de um órgão de comunicação social tradicional, que lhes proporcione uma nova experiência profissional.

Os interessados em participar neste desafio deverão expressar a sua vontade, para o email lisbonlab@gmail.com.

É importante referir que de acordo com o Netpanel, numa análise para os primeiros quatro meses de 2005, 28.3% dos portugueses que no período navegaram na internet consultaram blogs, o que representa quase 400 mil indivíduos.

Nota: Para uma melhor compreensão da génese deste desafio, aconselho a leitura do post anterior, sobretudo os últimos 2 parágrafos.

“A Blogosfera e o Cidadão” – comentários e desafio

Decorreu ontem na Cordoaria Nacional, o último debate do “Ciclo de debates do DN”, no qual estive presente. Subordinado ao tema “A blogosfera e o cidadão”, o debate foi moderado por Miguel Gaspar e contou com a participação de José Pacheco Pereira e Daniel Oliveira.

Durante as quase duas horas de exposição, as cerca de 20 pessoas presentes puderam participar na troca de ideias sobre os blogues em geral e a blogosfera portuguesa, em particular. Para um resumo mais completo, aconselho a consulta do Indústrias Culturais de Rogério Santos.

No que me diz respeito, gostaria de partilhar duas ideias que retirei do evento e lançar um desafio.

Ambos os intervenientes neste debate apontam a simplicidade dos blogues, associado ao seu carácter gratuito, como um dos principais factores justificativos do crescimento exponencial do número de blogues. Pessoalmente, não poderia estar mais de acordo. Os blogues são a simplificação tecnológica da Internet, uma vez que são simples tanto na perspectiva de quem escreve e publica conteúdos, como na perspectiva de quem lê, que graças à publicação das entradas numa ordem temporal inversa tem a possibilidade de, no segundo imediato a ter entrado no blog, ler o texto mais recente. Este aspecto foi também reforçado por Pacheco Pereira, segundo o qual os blogues têm um relação temporal muito forte com os seus leitores.

Recentemente, uma amiga, colega de mestrado e jornalista ficou desempregada. Recordo-me perfeitamente de na altura lhe ter sugerido que criasse um blogue onde publicasse as reportagens que estava a terminar, de forma a mostrar o seu valor e quem sabe ter alguma oportunidade profissional. Felizmente, por ter tido rapidamente uma oportunidade de trabalho noutro órgão de comunicação social, acabou por não seguir o meu conselho. Curiosamente, no evento de ontem, Pacheco Pereira afirmou que não conseguia compreender por que motivo é que os inúmeros recém-licenciados da área de  Comunicação Social ou os jornalistas desempregados, não criam os seus próprios blogues, nos quais podem publicar as suas notícias ou reportagens, mostrando as suas capacidades. Afinal, tempo não lhes falta. Na sua opinião, os “jornalistas” que tiverem qualidade e valor, serão certamente convidados a integrar os órgãos de comunicação social tradicionais.

Como muitas vezes o mais difícil é dar o pontapé de saída, associado à vertente experimental que associei a este blogue desde o seu início e ao enorme espaço de alojamento que neste momento possuo desde que migrei para um domínio próprio, gostaria de lançar o desafio de criar um blog, por exemplo “newsblog.lisbonlab.com” ou “observador.lisbonlab.com”. Nesse espaço qualquer licenciado em comunicação social, jornalismo ou jornalista desempregado, poderia publicar gratuitamente as suas notícias, reportagens, entrevistas ou fotografias. Pessoalmente, responsabilizo-me pela disponibilização do espaço de alojamento, pela criação do blogue e pela sua manutenção. Assim que haja três interessados em colaborar neste desafio, inicio a criação do blogue. Os interessados em colaborar deverão expressar a sua vontade, enviando-me um email para lisbonlab@gmail.com.

Blogues Organizacionais ????

Será que os blogues organizacionais podem mesmo chamar-se blogues???

Via o blog As Novas Tecnologias e a Comunicação Interna das Empresas, descobri um post bastante interessante aqui sobre esta questão e sobre o aumento cada vez maior de blogues profissionais de organizações.

Tal como referi no comentário que coloquei a este post, na minha opinião esta será sem dúvida uma das questões mais presentes e debatidas num futuro próximo, a distinção entre o que são blogs e o que são acções de propaganda, sobre este formato.

No entanto, não julgo que a distinção deva ser entre o carácter particular/ amador e o carácter empresarial/profissional.

Porém para podermos chegar a alguma conclusão neste debate, teremos de começar por definir em concreto o que é verdadeiramente um blog. Por exemplo, será que o amadorismo é mesmo uma característica obrigatória dos blogs? 

De volta

Depois de um fim-de-semana bastante prolongado e de 1 dia a ressuscitar o meu portátil é chegada a hora de pôr a escrita em dia.

1. Na sequência do meu post sobre os feeds RSS na imprensa portuguesa,  o meu amigo Cájò apresentou-me um trabalho impressionante, de autoria de Carlos Jorge Andrade (espero não estar enganado no nome do blogmaster) com os RSS dos principais órgãos de comunicação social portuguesa, aqui.  Apesar de ser ainda uma versão beta, vale a pena dar uma vista de olhos e quem sabe experimentar algum destes feeds num agregador.
Da mesma autoria e também em versão beta, é possível encontrar um buzz index aqui com as 60 tags mais faladas nos últimos tempos nos nossos órgãos de comunicação social. Muito interessante, a não perder.

2. Também graças ao meu amigo Cájò, tive conhecimento que se celebrou ontem o "International Weblogger’s Day".
Infelizmente este post vem atrasado, no entanto é importante relevar o aparecimento de um dia internacional dedicado aos blogs e aos seus editores, sem dúvida fruto do seu meteórico crescimento e permanente evolução, da qual é inevitável destacar o videoblogging, o podcasting, o moblogging ou principalmente o novo modo de publicação via RSS. No entanto, na minha opinião pessoal, este dia, no futuro, deve ser sobretudo para homenagear todos aqueles que pelo mundo inteiro arriscam as suas vidas, exprimindo as suas opiniões em blogs, contra os regimes ditatoriais que governam os seus países, em busca da liberdade e da verdadeira liberdade de expressão.

3. A revista BusinessWeek 0525covdx.gif deste mês traz um conjunto de artigos bastante interessantessobre o poder do publicação electrónica individual e colectiva no mundo dos negócios. Mais comentários logo que conclua a leitura dos vários artigos.
Via A t r i u m – media e cidadania.

Estudo sobre os blogues organizacionais

Tal como referi em anteriores posts, no âmbito da cadeira de "Comunicação Organizacional ", do Mestrado em Ciências da Comunicação, vertente Organização e Novas Tecnologias, da Universidade Católica Portuguesa, elaborei no passado mês de Abril um trabalho académico sobre as potencialidades dos blogues enquanto meio de comunicação organizacional, denominado "O papel dos blogues na comunicação organizacional", que a partir de hoje poderá ser encontrado aqui, na página "Estudos".