BlogReporters adiado

Infelizmente, a entrada em funcionamento do BlogReporters foi adiada de 1 de Setembro para 1 de Outubro, uma vez que a poucos dias do início de Setembro (data inicialmente prevista para o lançamento deste projecto), continuamos a aguardar a confirmação de vários editores, o que é perfeitamente normal pelo facto de Agosto ser o mês privilegiado de férias para os jornalistas. Ao mesmo tempo existem diversas pessoas inscritas nos últimos dias a quem ainda não foi possível remeter a palavra-passe de acesso à aplicação de publicação de conteúdos do BlogReporters.

Entretanto, os interessados em participar neste projecto poderão desde já consultar o Guia Editorial do BlogReportes, disponível aqui, e a partir do qual poderão aceder ao formulário de inscrição.

“Blogosfera: popularização em curso” – comentário

Se por um lado tenho concordo inteiramente com as recentes vozes que afirmam que a blogosfera portuguesa é mais do que os mediáticos blogues de cariz político, como o "Causa Nossa" ou o "Blogue de esquerda" (para mim o "Abrupto" é mais do que um blogue político, quem o visite regularmente percebe o que quero dizer), não posso concordar com a maioria das ideias expressas por Paulo Querido na sua “crónica” semanal na revista Única, suplemento do Expresso, reforçadas aqui. A saber:

  1. Será que a política portuguesa é a única representante da nossa faixa intelectual?? Não serão os vários blogs sobre cultura, surgidos nos últimos tempos, representantes da intelectualidade nacional? Ou o exemplo muito recente da lista de blogues de ciência em Portugal lançada pelo ContraFactos & Argumentos?? No entanto, acho esta questão da representatividade da blogosfera portuguesa, de relativa importância. A blogosfera portuguesa, tal como disse José Pacheco Pereira no ciclo de debates do DN “A blogosfera e o cidadão”, é um espelho da sociedade portuguesa, com todas as suas virtudes e defeitos.
  2. Não tendo nada contra o blog em questão, que confesso até ao passado sábado, me era totalmente desconhecido, seria interessante que Paulo Querido explicasse como chega à conclusão provável que “Hoje, o blogue mais lido do espaço português será provavelmente o Hollywood (http://hollywood.weblog.com.pt), extrapolados os dados disponíveis sobre o acesso de leitores a esses e aos outros blogues de que são conhecidos  registos públicos.” Será que alguém já compreendeu esta extrapolação?
  3. Ninguém tem dúvidas que um dos blogues mais visitados em Portugal é o Abrupto de Pacheco Pereira. No entanto bastam algumas visitas ocasionais ao blogómetro do weblog.com.pt, para facilmente se perceber que “The Tao Of Mac” é efectivamente o blogue português mais visitado actualmente. Qual a razão para o seu contínuo esquecimento e principalmente para o seu esquecimento no artigo de Paulo Querido sobre os blogues mais lidos em Portugal? Será porque apesar de ser escrito por um português, é escrito em inglês?
  4. Na minha opinião, a comparação entre a necessidade de os recordistas de audiências da blogosfera terem de ser citados por outros blogues, e "A quadratura do círculo" e os "Morangos com açúcar" é um pouco absurda. Se percebi bem, Pacheco Pereira pretende dizer que um blog para ter audiências necessita de ser citado, para ganhar visibilidade. Um qualquer blogue com crónicas políticas muito boas, terá audiências miseráveis se este não for conhecido dos leitores da blogosfera, ou seja, se este não for divulgado em espaços com alguma audiência. Comparar este mecanismo próprio da blogosfera a um qualquer programa de televisão, não faz qualquer sentido. No entanto devo dizer que, não fazendo sentido a comparação de Paulo Querido, concordo com a sua afirmação sobre a “A quadratura do círculo” e a sua influência, mas nunca como contra argumento ao argumento de Pacheco Pereira.

Actualizado às 15:42 de 22.08.2005: Depois de ler este post de Paulo Querido, compreendi finalmente a extrapolação que ele faz em relação ao blog Hollywood. De acordo com explicação avançada, a extrapolação dos dados é feita com base nas estatísticas do weblog.com.pt e não do Sitemeter. Continuo a não concordar com a extrapolação, mas pelo menos já a compreendi. 

BlogReporters – nota informativa [3]

A poucos dias da entrada em funcionamento do BlogReporters (mais informações aqui, aqui, aqui e aqui), prevista para o 1.º dia de Setembro, o trabalho é mais que muito, concluir as funcionalidades do blogue e inserir os seus conteúdos fixos, confirmar os editores em falta entre muitas outras tarefas. Eis a principal razão para ausência de posts na semana que passou.

Entretanto, já se encontra publicada, uma das primeiras versões do Guia Editorial do BlogReportes, disponível aqui. Como é natural, sobretudo nesta fase, trata-se de um documento em permanente evolução, no qual estão expressas um conjunto de normas éticas e técnicas, segundo o qual o BlogReporters deverá reger-se. Neste sentido, todos os comentários são bem vindos, com vista à sua melhoria.

A Ota, o TGV e a Blogosfera

Nos últimos dias, a construção do novo “Aeroporto Internacional de Lisboa”, previsto para a Ota, e do TGV, independentemente do número de linhas, têm sido 2 dos temas mais debatidos na blogosfera portuguesa.

Já aqui referi a criação do movimento “Portugal Sim. Ota e TGV Não”, mas também poderia referir o apelo de José Pacheco Pereira, aqui, ou muitos outros que apoiam este apelo ou que expressam a sua própria opinião.

À partida, sendo contra estes 2 projectos megalómanos que o governo da nação quer concretizar nos próximos anos, tenho andado a acompanhar com algum interesse a discussão.

Numa viagem por aqui, encontrei este post no BdE, que me levou aqui. Afinal, os espanhóis, os mesmos que nos impunham o local de entrada da ligação TVG, Portugal-Espanha, apenas tinham a linha que ligava Madrid-Sevilha, construída há mais de 13 anos.

"O argumento de que a Espanha terá, em 2015, dez mil quilómetros de alta velocidade, é, no mínimo, naïf. É caso para perguntar porque razão ainda não tem Madrid e Barcelona ligadas por TGV. A única linha espanhola de TGV é a que liga Madrid a Sevilha, inaugurada em 1992, por causa da feira mundial. Nos últimos treze anos, nem mais um quilómetro foi construído."

Muito agradado com esta informação, cheguei a partilhá-la com os meus amigos mais chegados. Simplesmente não a partilhei aqui, porque desde o início, considerei que este blog não seria um espaço para publicação de argumentos políticos.

Infelizmente, por vezes tenho esta mania de querer confirmar os números (curiosamente o nome do post citado anteriormente), e qual foi o meu espanto quando descobri que os números relativos ao TGV espanhol (correctamente designado por AVE) estavam completamente errados, como se pode comprovar aqui ou aqui, para os mais cépticos em relação à Wikipédia, essa impressionante fonte de informação.

A minha 1.ª reacção foi querer informar o autor do post anteriormente referido do seu erro, através da publicação de um comentário no post, a partir do qual, este poderia corrigir a informação publicada. Afinal errar é humano. Porém o blog em causa não permite comentários.

Assim, não podendo passar esta nota através de um normal comentário, deixo aqui a minha chamada de atenção para a incorrecção.

Nota final: Desde que comecei a estudar o fenómeno dos blogues há alguns meses, tenho reforçado a minha convicção que a blogosfera poderá vir a desempenhar um importante papel no futuro, pressionando os governos nas suas decisões e fiscalizando os Media, entre outras coisas, podendo mesmo, quem sabe, tornar-se no 5.º poder (se partirmos do princípio que os Media são actualmente o 4.º poder). No entanto, para isso acontecer é necessário que as discussões travadas na blogosfera não o sejam feitas levianamente, qual treinador de bancada, assente em leves impressões.

BlogReporters – nota informativa [2]

Na sequência do desafio lançado, nos últimos tempos, tenho estado a trabalhar no desenvolvimento do projecto BlogReporters, com um conjunto de pessoas, que desde o ínicio se predisposeram a ajudar-me nesta tarefa.

Para já podemos adiantar a data da entrada online: 01 de Setembro de 2005, e o endereço a partir do qual poderão consultar o BlogReporters, no qual poderão, desde já, conhecer em primeira mão o seu logótipo: http://news.lisbonlab.com .