Lançamento do HP TouchPad

A partir de amanhã, dia 1 de Julho, vai passar a estar à venda, nos Estados Unidos da América o TouchPad, o tablet da HP, com o Web OS 3.0.

Apesar de, como é óbvio, nunca o ter testado, com base na informação que tenho lido sobre este tablet, em todos os vídeos que já vi e nas minhas brincadeiras com o emulador do WebOS, neste momento, o TouchPad é claramente o tablet que mais me agrada.

É claro que se tivesse oportunidade de colocar as mãos num iPad 2, ou num Samsung Tablet II não iria recusar qualquer um dos 2, mas há partida, entre os 3 não teria dúvidas em escolher o HP Touchpad.

No vídeo seguinte podem ver alguma das principais funcionalidades, que tanto me agradam. Porém há 2 ou 3 que me seduzem sobretudo, como o brilhante “multi tasking”, pensado de raiz, a forma inteligente de fechar aplicações e ainda o facto de correr Flash. Tal como já tenho dito anteriormente, no telemóvel (ou seja, no iPhone) não me importo de não ter Flash, porém não consigo perceber muito bem ter a ideia de ter um tablet onde não possa navegar na Internet, de uma forma plena.

Já agora, apenas relembrar que o HP TouchPad é um tablet com 13.7 milímetros de espessura, 9.7-polegadas com um processador dual-core 1.2 Ghz Snapdragon, com 16 GB ou 32 GB de alojamento, 1 GB de RAM, Bluetooth, Wi-Fi e uma câmera de 1.3-megapixel camera para video-chamadas.

Nos Estados Unidos da América a versão de 16 GB custa $499.99, enquanto a versão de 32 GB custa $599.99. Até ao momento, que saiba, ainda não existem datas para termos o HP TouchPad à venda em Portugal.

  • Humberto Neves

    Concordo.
    Na minha opinião o grande problema que a HP vai ter com o TouchPad vai estar no lado das aplicações. Embora esteja previsto entrar no mercado com o maior nº de aplicações nativas para o quando comparado com o que aconteceu no lançamento do iPad e do Android, o baixo volume de developers e de mercado é uma ameaça ao sucesso deste brilhante equipamento. Esta guerra de quem tem mais apps e boa para o utilizador  tem um efeito perverso para quem desenvolve, que normalmente opta pelas plataforma com maior fatia de mercado.
    Quanto a disponilidade julgo que vai estar disponivel na Amazon e em alguns sites HP europeus, penso que UK e França e Alemanha.

    Humberto