Porque hoje é dia de greve!

Hoje ao deixar os filhos na creche, percebi que a escola primária, que fique no mesmo bloco, estava fechada devido à greve da função pública.

Desculpem-me, mas não consigo perceber as greves.

Tanto neste caso, como no caso por exemplo das greves da Carris, do Metro ou da CP, os prejudicados não são os ministros mas sim os cidadãos que não têm culpa nenhuma da situação que motiva a greve. E ao contrário do que se possa pensar, eu acho que a maioria das pessoas perante uma greve não fica simpatizante do protesto, pelo contrário. Ou seja, as pessoas acabam por ficar revoltadas por terem que faltar ao trabalho porque não têm onde deixar os filhos ou porque não têm como chegar ao trabalho, por exemplo.

Como é óbvio eu concordo que as pessoas defendam as ideias em que acreditam, mesmo que possa discordar dessas ideias, mas acho que existem outras formas de protesto, com mais impacto junto dos decisores, como por exemplo manifestações, como as dos professores nos últimos anos, ou por exemplo, como não cobrar bilhete aos utilizadores dos transportes públicos, etc.

Facebook Places e Facebook credits

Facebook Places

A maioria do serviços online baseados na localização (lbs: location-based services), como o Foursquare ou o Gowalla, oferecem títulos ou emblemas, como recompensa por um conjunto de actividades, como criar um x número de spots ou ser o utilizador com mais check-ins num spot.

Entretanto algumas marcas, como por exemplo, a Starbucks (nos EUA) apercebendo-se das potencialidades destes serviços online, começaram a oferecer recompensas reais.

Com a entrada do Facebook nesta área, com o Facebook Places acho que muito provavelmente poderá surgir um novo tipo de recompensa, “dinheiro virtual“. Parece-me bastante plausível que o Facebook, em troca do cumprimento de determinados objectivos, possa dar como recompensa aos utilizadores do Places, créditos do Facebook, os quais podem ser utilizados em diversas aplicações do Facebook, como por exemplo o Farmville.

O que vos parece?  Preferem ser o mayor do vosso restaurante preferido ou ganhar x créditos do Facebook, que pudessem gastar em qualquer aplicação?

A nossa nova aventura: Família Verso

Família VersoAo final de um mês de árduo trabalho (e para não variar de total ausência deste espaço) foi finalmente lançado o meu mais recente projecto, com o apoio da Toyota Caetano Portugal, a iniciativa “Família Verso“.

Ainda nos custa a acreditar que é verdade, mas numa iniciativa totalmente pioneira em Portugal, durante 6 meses 1 ano, eu e a minha família iremos experimentar livremente um Toyota Verso, partilhando a nossa experiência num blog (http://www.familiaverso.net) onde também iremos abordar diversas situações relacionadas com o nosso dia a dia, enquanto família numerosa.

Para além deste blog, a “Família Verso” também está presente nas redes sociais (Facebook, Twitter, Flickr, YouTube).

A partir de algumas iniciativas de menor escala, que já se realizaram em Portugal, lançamos o desafio à Toyota Caetano Portugal. A receptividade foi a melhor possível e desde início de Agosto que andamos por ai, a experimentar o Verso.

Por isso acompanhem a família Verso nesta aventura, no blog ou nas redes sociais (FacebookTwitterFlickrYouTube). Comentem, enviem-nos sugestões de conteúdos, partilhem as vossas dúvidas, etc. Estamos a contar com a vossa participação.

Actualizado às 09:37m de 13.09.2010