Web 3.0

Para quem tem ouvido falar da Web 3.0 ou da Web Semântica, mas não sabe bem do que se trata, eis um excelente vídeo realizado por Kate Ray, com a participação de alguns dos maiores especialistas mundiais, como o Tim Berners-Lee, entre muitos outros.

Web 3.0 from Kate Ray on Vimeo.

O apogeu das conferências em Portugal

E se organizássemos uma conferência destas em Portugal?“, perguntei eu ao André Ribeirinho (@andrerib) e ao Pedro Custódio (@pedrocustodio) antes de mais uma sessão da LiFT06.

Passado pouco mais de 6 meses, o Pedro Custódio (@pedrocustodio), eu e o Bruno Figueiredo (@brunofigueiredo), com a ajuda de uma série de amigos organizámos a 1.ª edição da SHiFT no edifício da Reitoria da Universidade Nova de Lisboa, em Campolide, Lisboa.

Passados 2 anos, já sem a minha colaboração, devido à minha falta de tempo, uma vez que tinha acabado de ser pai recentemente, o Pedro Custódio (@pedrocustodio), com o Bruno Figueiredo (@brunofigueiredo), o André Ribeirinho (@andrerib), o Daniel Barradas (@dbarradas) e uma série de outras pessoas colocaram de pé a SHiFT08. Nesta altura já começavam a existir outras conferências de interesse, como o Take Off, ou mesmo os Barcamps.

Há poucas semanas, realizou-se a SHiFT2010, da qual não fiz parte da organização, uma vez mais, por falta de tempo. Esta semana teve lugar a 1.ª edição da Ux-Lx, da responsabilidade do Bruno Figueiredo, ontem realizou-se mais um edição da Tedx Lisboa. Ainda neste fim-de-semana, aconteceu a 1.ª edição da SWITCH, em Coimbra, organizada pelo Ricardo Sousa (@ricardojrsousa)e não só.

Ou seja, passado menos de 5 anos desde a conversa inicial sobre a SHiFT, o que já não falta em Portugal são conferências sem cariz comercial, com excelentes oradores, umas com mais qualidade que outras, mas que permitem quebrar a rotina, questionar o status quo instalado e partilhar ideias e experiências.

A quantidade não significa, obrigatoriamente qualidade, mas acho que é óptimo para o nosso país que existam cada vez mais conferências, nas quais possamos aprender com as experiências dos outros, ou simplesmente, confirmar que estamos no caminho certo. Isto não invalida, que existindo possibilidade se possa ir lá fora, espairecer a cabeça, numa das muitas excelentes conferências que se realizam por essa Europa fora, como a Reboot (que espero regresse em 2011), a LiFT ou a DLD entre muitas outras.

Ux Lx 2010

Screenshot do site da Ux-Lx

Começa amanhã, no Centro de Reuniões da FIL, a Ux-Lx, uma conferência dedicada à usabilidade e à importância crescente da experiência dos utilizadores, vulgarmente denominada por “user experience”, organizada pelo Bruno Figueiredo (@brunofigueiredo).

O programa é muito bom, mesmo, uma vez que iremos contar com a presença de alguns dos maiores especialistas nesta área, como o Jared Spool, a Donna Spencer, o Peter Merholz ou Steve Krug, autor do muito conhecido “Don’t make me think!”, entre muitos outros excelentes oradores. Honestamente, acho que melhor conjunto de oradores que este era muito complicado.

Felizmente irei estar por lá nos 3 dias, onde irei assistir a 2 workshops, às open sessions e, por último, à conferência propriamente dita, na 6.ª feira. Em relação aos workshops, entre muitas hesitações acabei por me inscrever no da Donna Spencer –  Information Architecture: Just the Essentials e no Product Strategy and Planning Tools do Peter Merholz, sobre o qual tenho bastante curiosidade.

Se alguém estiver pela Ux-Lx e quiser tomar um cafézinho ou, dar 2 dedos de conversa, twittem, digam qualquer coisa, que eu e o resto do pessoal da Active Media (@active_media) estamos sempre disponíveis para conhecer novas pessoas e trocarmos ideias.