Plano de Marketing para Alfama

AlfamaEm 2005, no âmbito da cadeira de Gestão e Marketing, do Mestrado em Ciências da Comunicação, variante Comunicação, Organização e Novas Tecnologias, foi-nos solicitado a elaboração de um Plano de Marketing, sobre um produto ou serviço à nossa escolha.

Ao contrário do que seria normal e mais simples, optei por não fazer um plano de marketing sobre um produto ou serviço, mas sim sobre um bairro de Lisboa – Alfama.

 

Caso estejam interessados, poderão consultar este documento na íntegra, no Scribd, em http://www.scribd.com/doc/11363028/Plano-de-Marketing-Alfama-HugoNS e sintam-se à vontade, para deixar as vossas opiniões, sugestões, comentários, críticas, aqui ou na página do Scribd.

Entretanto, só para vos criar alguma curiosidade eis a introdução do Plano de Marketing Alfama, 2005-2007:

O presente Plano de Marketing pretende ser um instrumento estratégico para revitalizar um dos mais tradicionais bairros históricos de Lisboa – Alfama, entre 2005-2007.

Antes de mais é necessário reforçar a aposta na reabilitação e requalificação urbana e na sua promoção, nomeadamente através de acções para a angariação de patrocinadores para a concretização das inúmeras obras necessárias, complementando o esforço que tem vindo a ser desenvolvido pela autarquia lisboeta. Só desta forma será possível diminuir drasticamente a percentagem de edifícios com grandes necessidades de reparação ou muito degradados existentes em Alfama, que de acordo com os Censos 2001, ultrapassava os 25%.

De seguida é importante investir no repovoamento e rejuvenescimento da população residente de Alfama, através do desenvolvimento de um conjunto de acções que visem cativar jovens, actualmente residentes em Lisboa ou na periferia, que trabalhem ou estudem na capital, que pretendam adquirir a sua primeira casa.

No entanto, a par deste 2 vectores é imprescindível valorizar a imagem de Alfama, enquanto bairro histórico, típico alfacinha, com as suas ruelas íngremes e as suas inúmeras escadinhas. É imprescindível transmitir aos jovens que procuram a sua primeira casa, quer seja para comprar ou arrendar, que Alfama é um bairro onde sabe bem viver, onde se respira a história da capital, onde se sente a alma de Lisboa.

Zon vs Meo: a vossa opinião

Televisão

Há cerca de 2 meses, pedi a vossa colaboração para responderem a um pequeno questionário sobre os principais operadores de televisão em Portugal, tal como podem ler nestes 2 posts: Zon vs Meo e Zon vs Meo vs SmartTV.

Das pessoas que se mostraram inicialmente interessadas, apenas 10 responderam ao questionário, sendo que 5 são clientes Meo e os restantes clientes Zon. Destes últimos, 3 têm a Zon – PowerBox tradicional e 2 têm a Zon HD – PowerBox, ou seja, a box que tem disco, que dá para gravar programas, etc.

Como é óbvio perante o n.º de respostas obtidas é claro que não irei falar de percentagens, mas também não era esse o meu objecto inicial. Pelo contrário, para cada questão irei apresentar alguns excertos que considero mais significativo, ou referir o n.º absoluto de respostas positivas ou negativas.

1. Como caracterizas a facilidade de utilização da box do teu serviço de televisão?

Desde que mudaram o interface, passou a ser mais complicado de usar. As teclas deixaram de ter o mesmo comportamento e é mais difícl fazer zapping e de consultar a listagem de canais devido à lentidão causada pelos efeitos desnecessários.” – cliente Zon PowerBox

Ficou mais difícil de utilizar com a alteração de interface, alterando mesmo a metáfora de navegação pelos canais quando se utiliza a lista de canais.” – cliente Zon PowerBox

É um terror, até para alguém com experiência neste tipo de sistema,a interface é pouco intuitiva e inconsistente, a curva de aprendizagem é enorme, mesmo para utilizadores experientes.” – cliente Zon HD PowerBox

Muito fácil, bastante intuitiva, mesmo para as funcionalidades avançadas de gravação.” – cliente Meo

2.Como caracterizas a velocidade da box do teu serviço de televisão?

Em termos de descodificação da emissão digital, é rápida o suficiente. Não existe uma completa ausência de artefactos na imagem e “clicks” no som, mas tem vindo a tornar-se progressivamente mais raro até ao ponto de terem desaparecido quase totalmente. Em termos de velocidade da interface, é lentíssima. É como correr o Windows XP num 486.” – cliente Zon PowerBox

Lentissima desde o último update ao software da box.” – cliente Zon PowerBox

Muito lento, desde a transição de canais até à velocidade de deslocamento dos menus.” – cliente Zon HD PowerBox

Excelente. Mudanças de canal instantâneas e respostas a qualquer pedido (pausa, rec, menus, gravações, video-on-demand) em menos de 1 seg.” – cliente Meo

3. Como caracterizas o aspecto gráfico do interface da box do teu serviço de televisão?

Visualmente, o minimalismo da interface é agradável. No entanto, o facto de ser praticamente tudo cinzento cria problemas de usabilidade (é difícil distinguir os elementos activos dos elementos inactivos). As animações (slide-ins e slide-outs) são outro elemento problemático, para além de serem lentas e tornarem a utilização penosa, tornam a interface confusa (janelas que se abrem por cima de janelas que ainda estão a fechar).” – cliente Zon PowerBox

Muito antiquado e cansativo.” – cliente Zon HD PowerBox

Simples e intuitivo, no entanto lento.” – cliente Zon HD PowerBox

Bom. Há aspectos a melhorar (sinopses cortadas ou incompletas no menu inicial da informação [mas completas na pagina da sinopse]) mas penso ser, por larga margem a melhor interface do mercado.” – cliente Meo

4. Caso tenhas a powerbox normal da Zon Tv Cabo, como caracterizas a recente actualização do seu interface?

Péssima. Preferia voltar à versão anterior e passar a ter uma box que funcionava relativamente bem.” – cliente Zon PowerBox

É um autêntico caso de estudo sobre como não colocar um novo produto em produção… (…)” – cliente Zon PowerBox

Como referido anteriormente: lentissima, interface gráfico deplorável e com alteração de metáfora de utilização (para pior). (…)” – cliente Zon PowerBox

5. Recomendarias o teu serviço de televisão a um amigo?

Eis as respostas por tipo de cliente:

Clientes Zon PowerBox

Os 3 clientes da Zon com PowerBox não sabem se recomendariam o seu actual serviço de televisão a um amigo.

Clientes Zon HD PowerBox

Os 2 clientes da Zon com HD PowerBox dividem-se nas opiniões. Enquanto 1 afirma que recomendaria este serviço a um amigo, outro refere precisamente o contrário.

Clientes Meo

Dos 5 clientes Meo, 4 responderam que sim e apenas 1 não recomendaria o serviço Meo a um amigo.

6. Estás a pensar mudar de operador de televisão?

Eis as respostas por tipo de cliente:

Clientes Zon PowerBox

Dos 3 participantes neste questionário, clientes Zon com Powerbox, apenas 1 respondeu “Talvez, ainda não tenho a certeza“. Todos os outros responderam negativamente.

Clientes Zon HD PowerBox

Também nesta questão os 2 clientes da Zon com HD PowerBox dividem-se nas opiniões. Enquanto 1 afirma “Sim, no próximo ano“, o outro responde que não.

Clientes Meo

Todos os clientes Meo, responderam que não

Para finalizar…

e sem querer entrar em grandes análises às respostas dadas pelos participantes neste questionário, acho que é possível afirmar, que os clientes do Meo parecem mais satisfeitos com o seu serviço e por outro lado, que os clientes da Zon, independentemente da box que possuem se queixam da mesma, nomeadamente do seu interface. Neste aspecto, acho que se pode realçar o descontentamento do clientes  com a tradicional Zon Powerbox, após a actualização de Outubro, momento a partir do qual ficou mais lenta, com efeitos desnecessários e confusa.

Ao nível pessoal, tendo durante este período rescindido o meu contrato com a Zon, no qual tinha uma Zon Powerbox e passado a ser cliente Meo, e conhecendo também a box Zon HD Powerbox, que os meus sogros têm em sua casa, não tenho quaisquer problemas em afirmar que acho o interface da box do Meo muito mais simples, rápido e intuitivo que qualquer uma das boxes da Zon. De realçar que desde que rescindi o contrato com a Zon, não sei se entretanto houve alguma nova actualização nas Zon Powerbox que tivesse resolvido os problemas do interface e lentidão, que no final de Outubro ainda se mantinham.

E vocês, concordam com estas opiniões?

UX London

UX London

Nos dias 15 a 17 de Junho, irá realizar-se em Londres o UX London, um evento de 3 dias, organizado pela Clearleft (do Andy Budd e cia) sobre “User Experience“.

De acordo com o texto de apresentação do evento, o UX London é dedicado a todas as pessoas que trabalham directa ou indirectamente em projectos de “User Experience“, como designers, arquitectos de informação ou gestores de projecto.

Do ponto de vista formal, o evento está divido numa conferência que ocupa o 1.º dia, seguida de 4 meios dias dedicados a workshops sobre “User Experience“, como por exemplo “Information Architecture: Just the Essentials” ou “Designing for Content-Rich Sites” que será ministrado pelo Jared Spool, entre muitos outros. Neste momento, de acordo com o programa provisório existem 12 workshops disponíveis, distribuídos pelos 2 dias.

Pessoalmente, agora que já é conhecido o programa provisório, parece-me um excelente evento, que seguramente irá reforçar os conhecimentos de quem trabalha nesta área. Se estiverem a pensar em ir, aproveitem o preço “Earl Bird” e inscrevam-se o quanto antes, para pouparem 300£. E é mesmo melhor aproveitarem o desconto, porque o preço mesmo em “Earl Bird” não sendo caro, não é para todas as bolsas. Nesta fase a inscrição custa 895£, que em euros, à data de hoje, são 983€.