Os social media em Portugal

Nos próximos dias, irei publicar um conjunto de artigos com a opinião de alguns bloggers nacionais sobre o panorama dos Social Media em Portugal. Este trabalho iniciou-se há 2 meses, aquando do encontro que eu e o André Ribeirinho tivemos com o John Bell da Ogilvy. Na altura convidei uma conjunto de bloggers a responderem às seguintes questões:

  1. Como caracterizas o panorama dos Social Media, em Portugal?
  2. Qual a maior lacuna no panorama dos Social Media portugueses?
  3. Como prevês a evolução dos Social Media nos próximos 5 anos?

Responderam a este desafio:

Mas antes de mais é necessário responder a uma questão importante: o que são afinal Social Media

Social Media

Associado à nova Web, seja ela denominada Web 2.0, Web Social, ou simplesmente, como refere o João Pedro Pereira “segunda geração da Web” está o aparecimento de novos meios de comunicação, normalmente designados por Social Media. Algumas pessoas preferem utilizar designações alternativas, como Independent Media, Our Media, Personal Media, Citizen Media, Participatory Media, Grassroots Media ou ainda User-generated content ou User-created content, porém o termo mais consensual é Social Media.

Para mim, os Social Media são ferramentas online que permitem que qualquer  utilizador da Web possa partilhar conteúdos (vídeos, fotografias, ficheiros de áudio, favoritos, etc.), opiniões, experiências, conhecimento e interesses com outros utilizadores, contribuindo para a criação de comunidades ou redes online, através da participação colectiva. Ou, como refere JD Lasica, numa definição resumida, Social Media é o “termo para designar a criação de meios pessoais e partilhá-los na esfera pública”.

Características dos Social Media

De acordo com a Spannerworks (2007) os Social Media têm, por norma, 5 características em comum:

  • Participação: os Social Media apelam à participação e ao feedback dos diversos utilizadores;
  • Abertura: a maioria dos Social Media permitem que qualquer utilizador possa participar, através de comentários, feedback, votações ou partilha de informação;
  • Conversação: enquanto os Mass Media transmitem e distribuem os seus conteúdos para grandes audiências, nos Social Media, por norma, estamos perante uma conversa, de 2 sentidos, de alguns para alguns;
  • Comunidade: os Social Media permitem a criação e manutenção de comunidades através da partilha efectiva de conteúdos e informação entre utilizadores com interesses comuns, de uma forma fácil e rápida.
  • Conectividade: O sucesso da maioria destes novos Media passa pelas interligações existentes nos mesmos e a combinação entre os diferentes tipos de Social Media.

Tipos de Social Media

Apesar de esta ser uma área em constante evolução,  actualmente é possível afirmar que existem 6 tipos de Social Media:

Blogues: provavelmente um dos mais conhecidos Social Media, no qual julgo poder incluir-se os recentes serviços de microblogging como o Twitter ou o Jaiku, por exemplo;

Wikis: websites colaborativos no qual qualquer utilizador pode publicar ou editar conteúdos. O melhor exemplo de uma wiki é a “Wikipédia”, enciclopédia universal, baseada no princípio de que qualquer entrada pode ser editada por qualquer utilizador;

Podcasts: ficheiros de áudio e/ou vídeo que podem ser subscritos através de um canal RSS. Normalmente estão disponíveis em blogues em agregadores de podcasts, com é o caso do “Lusocast” em Portugal.

Redes sociais online: websites que permitem que os utilizadores criem o seu próprio espaço, no qual podem publicar os seus conteúdos (textos, fotografias, vídeos, música, etc.), partilhá-los e comunicar com a sua rede de contactos, que pode incluir os seus amigos e os amigos dos amigos. Uma das mais populares redes social online é o “MySpace”, que em finais de 2006 tinha mais de 100 milhões de utilizadores registados.

Comunidades de partilha de conteúdos: Websites nos quais os utilizadores podem partilhar conteúdos entre os membros da comunidade. Existem comunidades de partilha de favoritos, como no caso do “Del.icio.us” ou do, português, “os.marcant.es”, de fotografias, como no caso do “Flickr”, de vídeos, como no caso de “YouTube” entre outros.

Fóruns: apesar de serem anteriores ao aparecimento dos Social Media os fóruns continuam a constituir-se como um dos principais Media de interacção entre membros de uma comunidade de interesses. Na Web existem inúmeros fóruns sobre os mais diversos temas, reunindo as mais variadas comunidades, como é o caso, por exemplo do Fórum Smartistas, através do qual a comunidade de proprietários de Smarts de Portugal mantém contacto e troca informações, opiniões e experiências. 

A vossa opinião

Qual a vossa definição de Social Media? Revêem-se nesta definição, nas características apresentadas e nestes tipos de Social Media?