A nova web e as empresas

Tal como a Mónica André (http://b2ob.blogspot.com/2006/05/web20-na-agenda-pblica.html), o Vitor Domingos (http://paradigma.pt/~vd/wlog/index.php?entry=entry060527-202102) e o Celso Pinto (http://yimports.com/~cpinto/index.php/2006/05/27/sobre-wikis-blogs-etc), acredito que os blogs, wikis e outras ferramentas sociais da denominada web 2.0, como por exemplo partilha de favoritos, podem ser uma enorme mais valia nas organizações, que se pode reflectir por exemplo na sua produtividade e na melhoria da sua eficiência.

No entanto, existem cada vez mais exemplos de organizações a adoptarem estas novas tecnologias, como é demonstrado pelo resultado do último estudo da Jupiter Research (http://www.jupiterresearch.com/bin/item.pl/press:press_release/2006/id=06.06.26-corporate_weblogs.html)sobre a existência de blogs nas organizações (via El Paíshttp://www.elpais.es/articulo/internet/blog/parte/trabajo/elpportec/20060627elpepunet_1/Tes/).

Ao mesmo tempo, que as grandes empresas de software apostam na produção de soluções que englobam algumas das tecnologias da Web 2.0, como é o caso da IBM (http://news.zdnet.com/2100-3513_22-6065324.html?tag=nl) ou da Stellent (http://news.tmcnet.com/news/2006/02/14/1370481.htm).

Esperemos que a percepção das inúmeras vantagens da utilização destas tecnologias nas organizações chegue rapidamente à Europa e, particularmente, a Portugal, onde a utilização de blogs e wikis nas organizações continua a ser uma raridade ou uma actividade exterior.