WordPress 2.0 beta2

WordPress

No final da semana passada foi lançada a 1.ª versão beta do WordPress 2.0, tal como avançou o Pedro Fonseca. Entretanto no decorrer desta semana, esta já foi actualizada com a  versão 2.0 beta 2

Depois de ter lido o post do Pedro Fonseca, logo que pude, fiz uma instalação nova do WordPress 2.0, na minha pasta de desenvolvimento. Ontem à noite, aproveitei e fiz o upgrade para a versão 2.0 beta 2.

Tanto na 1.ª instalação como no upgrade, não tive nenhum problema. O único problema inicial, mínimo, foi no template K2 beta 1 (já que estamos numa de testar versões beta, porque não experimentar também a versão beta do Kubrick2), mas que rapidamente, com uma pequena alteração no código, ficou operacional.

Tal como muitos outros fãs do WordPress estava à espera do lançamento de uma versão 1.6 e não de uma versão 2.0. No entanto, para mim é-me totalmente indiferente a designação que lhe foi dada. A única que coisa que me interessa verdadeiramente é que esta nova versão seja disponibilizada logo que seja possível, com a esmagadora maioria dos bugs ultrapassados, para nós possamos usufruir dela.

Até ao momento, esta versão agrada-me. É verdade que podia ser muito mais arrojada, com a introdução de mais funcionalidades novas. No entanto, o facto de não desvirtuarem aquilo que eu considero ser as vantagens principais da aplicação, como a sua simplicidade e intuitividade e o pragmatismo do sistema de plugins, já são boas notícias. Por vezes algumas aplicações no seu processo evolutivo, com o acréscimo de funcionalidades, acabam por perder os principais argumentos que as fazem ser apreciadas.

De assinalar a introdução de algumas funcionalidades interessantes, como o novo modelo de níveis de utilizadores, divido em 5 (Administrator, Editor, Author, Contributor e Subscriber), muito semelhante ao TextPattern, a possibilidade de importarmos posts através de feeds, a possibilidade de importarmos a nossa blogroll através de um ficheiro OPML, a barra de edição dos posts, que substitui as quicktags (mas que pode ser desactivada no perfil do utilizador) e o novo modelo de upload de imagens.

Em relação a este modelo de upload de imagens (que ainda tem alguns bugs preocupantes), "primeiro estranha-se, mas depois entranha-se".  A verdade Ã© que Ã  partida não é intuitivo, mas assim que se percebe o conceito é interessante e prático, se os bugs que persistem neste momento, forem ultrapassados.

Em princípio, nos próximos dias, irei continuar a acompanhar o desenvolvimento desta nova versão do WordPress, da qual irei dando nota aqui. Para já, quem quiser pode dar uma vista de olhos no meu blogue de testes em http://www.lisbonlab.com/devlab/.

Nota: Todos os posts que estão actualmente no blogue de testes foram importados através do feed deste blogue.

WordPressWordPress 2.0 betabetaTextPattern