Blogues Organizacionais ????

Será que os blogues organizacionais podem mesmo chamar-se blogues???

Via o blog As Novas Tecnologias e a Comunicação Interna das Empresas, descobri um post bastante interessante aqui sobre esta questão e sobre o aumento cada vez maior de blogues profissionais de organizações.

Tal como referi no comentário que coloquei a este post, na minha opinião esta será sem dúvida uma das questões mais presentes e debatidas num futuro próximo, a distinção entre o que são blogs e o que são acções de propaganda, sobre este formato.

No entanto, não julgo que a distinção deva ser entre o carácter particular/ amador e o carácter empresarial/profissional.

Porém para podermos chegar a alguma conclusão neste debate, teremos de começar por definir em concreto o que é verdadeiramente um blog. Por exemplo, será que o amadorismo é mesmo uma característica obrigatória dos blogs? 

  • http://www.atrium.weblog.com.pt luis santos

    (Peço desculpa por ter publicado este comentário no post errado…aqui vai então):

    Hugo,

    Se entendermos que a principal característica diferenciadora de um blog é a marca individual (a publicação pessoal), então o amadorismo não deve entrar na equação. Nesse caso, porém, devem ser excluídos os blogs feitos por empresas, como os dois que uso no meu post.
    Mas se alargarmos a análise a avaliações mais sociológicas sobre o poder e sobre a propriedade dos meios, aí creio que devemos tornar o amadorismo central.
    Em todo o caso gosto sempre de insistir na noção de que o blog é um formato de publicação e que, como tal, está aberto a todos (e isso inclui profissionais e isso inclui empresas). Nada disto diminui – parece-me – a sua importância enquanto “empowerment tool” para uns tantos de nós.
    (O assunto é muito interessante…importa falar nele mais vezes).